IELTS: como eu me preparei e tirei boa média

O IELTS é um teste de proficiência de inglês aplicado em todo o mundo que geralmente é pedido para quem deseja imigrar ou estudar em curso superior no Canadá, Reino Unido, Austrália e Nova Zelândia.

IETLS Teste de Proficiencia

O teste do IELTS é dividido em dois formatos:

  • geral: mais comum para imigração; e
  • acadêmico: para curso superior. (college ou universidades)

No Brasil o IELTS é aplicado pela British Council e tem vários centros de teste em várias cidades, o meu exame eu fiz em Brasília-DF.

O exame avalia os quatro conhecimentos que se pode ter de um idioma, o Writing (Escrita), Reading (Interpretação de texto), Listening (compreensão) e Speaking (conversação).

Leia depois o texto que escrevi sobre a estrutura da prova do IELTS, mas aqui vou apenas compartilhar minha experiência.

Minha história com inglês

Eu cresci em uma família simples, o que significa não ter condições financeiras de pagar um curso de inglês, mas quando sonhamos e desejamos algo, nosso primeiro passo deve ser acreditar, ter fé, e tudo começa a acontecer no tempo certo, bem assim eu acredito!

Quando eu tinha sete anos já morria de vontade de estudar inglês, mas não tinha muitas condições, entretanto, eu tinha um tio da parte do meu amado pai que era interprete e professor particular, ele me autorizou a participar junto das aulas que ele dava a um outro garoto que o pagava, digamos uma bela carona, e esse foi o meu início com inglês.

Depois disso fiquei estudando por conta própria sem muita evolução, mas sempre buscava estar em contato com o idioma de alguma forma.

Quando eu tinha 19 anos fui para os Estados Unidos sozinho, através de um convite, e permaneci três meses no interior (Lancaster-PA), depois retornei e comecei a trabalhar a distância para algumas agências de marketing do Canadá, reunindo via Skype e desenvolvendo projetos de internet, sempre falando e escrevendo em inglês, e isso durou por 3 anos. Com convite dos Canadenses fui para Vancouver-BC em 2007 e estudei inglês para negócios por 45 dias.

Antes de decidir fazer o teste do IELTS em 2014, meu inglês era intermediário avançado (isso nos testes de níveis brasileiros rs), mas minha gramática não era grande coisa, sabia falar bem e com segurança pelas experiências que tive, mas quando era algo mais complexo sempre me embaralhava.

A opção pelo IELTS acadêmico

Eu fiz o teste do IELTS para entrar em universidade no Canadá, e quando comecei a estudar por conta própria com três meses de antecedência, apareceu um velho amigo que era professor e nativo americano que vivia em minha cidade, ele me pediu uma consultoria em serviços digitais, já lhe ofereci uma permuta para me ajudar, sinceramente eu nem queria aula, eu estudava sozinho e anotava todas as minhas dúvidas e no horário marcado ele ficava 1 hora conversando em inglês e respondendo.

Como me preparei para o IELTS

Como me preparei para IELTS

Quando paguei pela inscrição no site da British Council e agendei a data da minha prova, 15 de março de 2014, começou a contagem regressiva e a ansiedade, então eu decidi encher o peito e me dedicar totalmente para a prova.

Antes de iniciar pensei em pagar um curso preparatório, analisei todas as possibilidades mas decidi estudar por conta própria, não queria gastar dinheiro com isto, não quero dizer que não funcione ou não seja válido, se você não for disciplinado eu acho que sim, mas se for, sozinho da para aprender muito.

Como sou sócio de um pequeno negócio, meu tempo é extremamente dedicado para meu trabalho, mas mesmo assim eu aproveitava cada segundo livre para estudar, não tinha essa de estar cansado, era dedicação total, eu almoçava em 10 minutinhos e dedicava 1h todos os dias para estudar, tinha um fone no bolso para assistir aulas no YouTube enquanto esperava para entrar em reuniões e tentava chegar em casa o mais cedo possível, geralmente às 22h para ficar estudando até 1 ou 2 da madrugada.

Minha esposa sempre falava: “Quanto mais sua nos treinamentos, menos sangra nos campos de batalha.” (Ela aprendeu isso se preparando para o exame da OAB, o qual passou de primeira.)

Eu tive ajuda de um amigo americano para tirar minhas dúvidas, mas o plano de estudos e o que estudava era tudo por minha conta, eu mergulhei de cabeça nas aulas no YouTube da professora Emma, Adam e James da EngVid, recomendo fortemente, muito didático, claro e o melhor, totalmente de graça!

Eu evolui muito assistindo aulas e vídeos de pessoas contando suas experiências e dicas valiosíssimas no YouTube. Meus estudos foram 90% vendo vídeo na internet e escrevendo em um caderno tudo que via e ouvia. O ambiente de simulação do British Council eu achei muito mau feito e não serviu de nada, sendo muito sincero.

Agora para o teste de writing (escrita) eu tive a ajuda da minha cunhada britânica, sim meu irmão é noivo de uma garota extremamente simpática de Londres, eu escrevia e enviava pra ela que me corrigia e me dava broncas firmes de erros que cometia, escrevi muito, acho que mais de 100 textos entre temas e descrição de gráficos. A Lindsey e o Jesse foram anjos na minha vida. Pessoas certas na hora certa!

O resultado do IELTS

Depois de passar dois dias em Brasília-DF, um para o teste de speaking (conversação) e outro para os outros exames: listening, writing e reading; voltei para casa e tinha que aguardar os terríveis 15 dias para o resultado, e eis que um belo dia o resultado foi publicado e ficam faltando 0.5 (meio) ponto no exame de escrita para entrar no curso da universidade que gostaria, todos os outros testes eu consegui a nota de primeira.

Exemplo do certificado do IELTS

Exemplo do certificado do IELTS

Eu fiquei triste, confuso e decepcionado, pois uma das coisas que mais tinha praticado foi a escrita e tinha certeza que tinha me saído bem, liguei no British Council em São Paulo para questionar a nota, me pediram a solicitação por e-mail e me enviaram as instruções para contestar formalmente (IELTS Enquiry on Results) minhas notas.

Busquei na internet o resultado de quem contestou e a para minha tristeza, a grande maioria não tiveram as notas alteradas, mas como estava me sentido seguro, eu apliquei e enviei meu formulário pagando a taxa de £60 (+/- R$ 234,00), e agora era o momento da nova espera de 30 dias.

Estava meio apreensivo, pois a prova nos suga muita energia e não queria fazê-la novamente, eu faria se fosse preciso, mas preferi tentar com a contestação, e para minha alegria, deu certo, recebi uma carta de Londres, redefinindo minha nota e falando que seria devolvido o valor que paguei pela reavaliação.

Peguei meu certificado do IELTS com a nota necessária e fiquei muito feliz de mais uma batalha vencida.

Por fim, quando estiver se preparando para o IELTS, coloque na cabeça que tudo que fizer é pouco, “derrame sangue”, não se dê por cansado e estude muito, muito mesmo, eu costumo dizer que este exame não avalia somente seu conhecimento de inglês, mas seu psicológico, emocional e segurança.

Boa sorte.

GRÁTIS! CADASTRE-SE E RECEBA ALERTAS DE NOVOS POSTS

40 Comentários
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
      • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno
    • Bruno Bueno

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Totalmente Grátis! Cadastre-se e receba novidades do blog.
  • Receba tudo em primeira mão;
  • Alerta de novos posts;
  • Novidades exclusivas;
  • Sem SPAM, respeitamos sua privacidade.

Preencha o formulário abaixo:

GRÁTIS! Clique aqui e cadastre-se.