5 conselhos para quem vai fazer treckking pela primeira vez

Backcpaking
Watersprite – Julho/2021

Quando comecei a fazer treckking eu não tinha ninguém com quem eu pudesse aprender, mas tinha muito forte a vontade de explorar o topo das montanhas, de ver o visual de cima, de conhecer lugares que eu não conseguia acreditar que existiam e que não eram acessíveis de carro, além do desafio de viver a experiência na natureza mais selvagem.

Mesmo não tendo ninguém do meu convívio que já praticava backpacking eu decidi que precisava começar de algum ponto.

No início cometemos muitos erros por falta de experiência, e é normal. O importante é aprender com eles e continuar evoluindo.

Embora eu saiba que nada se compara às nossas próprias experiências, eu espero que você tenha a oportunidade de aprender com os meus erros. Por isso eu separei 5 conselhos que eu gostaria que algém tivesse me contado quando comecei.

1 – Uma mochila adequada vai deixar as trilhas muito mais fáceis

Treckking

O item principal de qualquer trilha ou treckking é a mochila, já que é nela que você vai carregar todo o seu equipamento. Por isso, eu pensava que precisava de uma mochila grande, se possível a maior. Foi o que aconteceu.

Além disso, não comprei uma mochila desenvolvida para mulher que hoje eu sei que faz toda a diferença.

Pode parecer besteira, mas as mochilas femininas acabam sendo muito mais confortáveis. As alças, barrigueira, ajuste das costas, enfim, cada detalhe é pensado a partir da nossa forma física com o objetivo de a proporcionar mais conforto na hora de carregar.

Recomendo uma mochila cargueira de 50 a 65 litros. A primeira mochila do Bruno, por exemplo, tinha 70 litros com extensor, e hoje percebemos que era exagerada.

Apesar de muita gente achar que carregamos o peso da mochila nos ombros, a maior parte do peso deve ficar na região do quadril (osso ilíaco). Por isso, é essencial que o ajuste da barrigueira e alças estejam perfeitas para que o peso fique equilibrado e não sobrecarregue o restante do corpo.

Portanto, na hora de escolher a sua cargueira atente-se aos detalhes, material, bolsos, compartimentos e ajustes. Veja como ela se adequa ao seu corpo. E, se possível, faça o teste da mochila simulando o peso que carregará na trilha ou montanha para evitar surpresas desagradavéis.

Nossas mochilas cargueiras de treckking

Tanto eu quanto o Bruno usamos as mochilas da marca Gregory. Ao passo que a minha é a Gregory modelo deva 60 e a do Bruno é a Gregory Stout 60.

Usamos as mochilas durante o nosso backpacking no Cathedral Provincial Park de 4 dias, Watersprite Lake e estamos prestes a ir na nossa grande expedição de 9 dias pelo Sunshine Coast Trail.

Particularmente nós amamos nossas mochilas. Os recursos que a mochila Gregory deva 60 incluem são:

  • suspensão A3 com ajuste de ângulo de acordo com a geometria do corpo;
  • armação de arame de alumínio em formato de triângulo, específico para mulheres para canalizar a carga nas regiões central e lombar das costas;
  • calço lombar de espuma removível que permite personalizar o contorno da região lombar;
  • compartimento inferior do saco de dormir com divisória interna removível;
  • bolso duplo para a garrafa de água inclinado para fácil acesso;
  • compartimento para guardar a bolsa de água que se transforma em uma mochila para day-hike;
  • bolso lateral impermeável;
  • pesa 2.05kg.

Abaixo um vídeo muito legal para conhecer um pouco mais sobre a mochila.

Já, os recursos da mochila Gregory Stout 60 são:

  • suspensão VersaFit leve, ajustável e respirável;
  • alças do ombro ajustáveis que permite que você personalize a mochila ao comprimento do torso;
  • ajuste no peito que desliza para cima ou para baixo com um apito integrado na fivela;
  • acesso por cima e por baixo da mochila;
  • bolso expansível em malha elástica na frente;
  • 2 bolsos de cintura com zíper para manter pequenos itens à mão;
  • correias de compressão inferiores que reduzem o volume ou prendem equipamentos extras.

Da mesma forma, assista abaixo um vídeo para conhecer a mochila:

2 – Cada grama de peso importa

Treckking

Confesso que a primeira vez que fiz um treckking fui muito exagerada. Para vocês terem idéia do exagero, chegamos a levar até um bote inflável.

De fato você precisa pensar em cada pequeno equipamento que você leva. Se não for realmente essencial, não leve. Dessa forma você vai agradecer depois dos primeiros 5km.

Minha dica é, tenha sempre um checklist. Comece pelos equipamentos essenciais , e não se esqueça dos 10 itens essenciais.

Além disso, dê preferência para equipamentos leves. Planeje qual o melhor tipo de comida levar.

Se para você o conforto é mais importante que o peso que vai carregar, está tudo bem. Não existe fórmula certa, é tudo uma questão de equilíbrio.

Para exemplificar, tenho amigos que não abrem mão de levar uma cadeira e para eles é um item essencial, o que para mim já não é.

Dessa forma, seja honesto, invista no equipamento que funciona para você e te proporciona a melhor experiência.

3 – Dá para dormir muito bem no acampamento

Treckking

Admito que no início acreditava que frio e desconforto faziam parte da experiência de acampar.

O equipamento que mudou a qualidade do nosso sono no acampamento, sem dúvida, foi investir em um bom saco de dormir de pluma de ganso.

De forma geral, um dos grandes receios da maioria das pessoas em ir acampar é deixar o conforto de suas camas e colchões e dormir no chão duro do acampamento.

Contudo, acredite em mim, é possível dormir confortávelmente no acampamento.

Concluindo, a minha recomendação é que você invista em um saco de dormir de down (pluma). Já escrevi um post aqui no blog explicando a diferença entre saco de dormir com preenchimento sintético e de pluma, e o porque optar pelo de pluma. Veja aqui.

4 – O bastão de caminhada é o seu melhor amigo de treckking

Cathedral Provincial Park – Julho/2021

Reconheço que já achei que o bastão de caminhada era frescura. Entretanto, mudei completamente de idéia durante a nossa travessia de 4 dias no Juan de Fuca e como ele salvou a nossa travessia.

Quer saber o porque você não deve sair para nenhuma trilha ou treckking sem o seu bastão de caminhada? Aqui estão alguns dos motivos principais:

  • Proporcionam melhor equilíbrio durante a trilha;
  • Diminuem o esforço nas subidas, reduzindo consideravelmente a pressão nos joelhos e outras articulações.
  • Nas subidas o bastão transfere parte do esforço para os seus ombros, costas e braços, reduzindo o esforço e a fadiga das pernas;
  • Aumentam a segurança ao atravessar terrenos com pedra, lama ou lisos demais;
  • Podem ser usados para verificar a estabilidade do solo antes de prosseguir.

Tão importante quanto ter o equipamento é saber usá-lo. Quando estiver em um terreno plano, o ideal é que o bastão esteja na altura do cotovelo, deixando o antebraço em um ângulo de 90°. Na subida, é interessante que seja um pouco mais curto que isso e, na descida, um pouco mais longo.

Dessa forma, prefira os que têm ajuste de altura.

5 – Não use algodão, tenha uma base layer de merino e uma jaqueta de pluma sempre

Watersprite – Julho/2021

O último item da minha lista que eu deseja muito saber é em relação à roupa. Vestir-se adequadamente é essencial para qualquer praticante de trilha ou treckking.

No início não sabia que o ideal para caminhar é usar roupa feita de material 100% sintético (poliéster, acrílico, elastano, poliamida, nylon e etc), inclusive a roupa íntima.

O problema da roupa de algodão ou aquela blusa de malha é em relação à absorção de umidade. Quando molhadas por suor ou chuva, demoram muito para secar e assim roubam o calor do corpo, te resfriando. Consequentemente, isso pode ser muito perigoso em um local com temperaturas mais baixas.

Por outro lado, as blusas feitas em tecidos sintéticos permitem que o suor evapore melhor, além de secar muito mais rápido.

Igualmente importante é ter sempre uma base layer (segunda pele) de merino wool. Este material é uma fibra natural, produzida pelos carneiros da raça Merino, e que se adapta perfeitamente aos climas frios e quentes.

Aliás, outra vantagem que faz uma diferença absurda é o fato do merino ser extremamente resistente aos odores. É possível utilizar peças feitas com esse material por dias, suar e ainda assim continuar sem cheiro.

Por último, e não menos importante é tenha uma jaqueta puff de pluma de ganso. Ela é a melhor para reter o calor no corpo no frio, são extremamentes leves e compactas.

Treckking é um aprendizado constante

Claro que estou longe de ser um profissional e sei que tenho muito o que aprender ainda. À cada treckking que fazemos aprendemos com nossos erros do passado e aprimoramos nosso equipamento.

Afinal, ainda somos todos iniciantes. Quanto mais sabemos, mais reconhecemos o quanto éramos ignorantes e o quanto ainda temos que aprender.

Por fim, espero que este post te ajude a evitar alguns erros clássicos que todo iniciante comete e você tenha a melhor experência possível.

Para você que já tem experência com treccking, qual é o conselho que gostaria de saber quando começou? Me conta aqui nos comentários, vou adorar saber.

Bom camping!

GRÁTIS! CADASTRE-SE E RECEBA ALERTAS DE NOVOS POSTS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Totalmente Grátis! Cadastre-se e receba novidades do blog.
  • Receba tudo em primeira mão;
  • Alerta de novos posts;
  • Novidades exclusivas;
  • Sem SPAM, respeitamos sua privacidade.

Preencha o formulário abaixo:

GRÁTIS! Clique aqui e cadastre-se.